domingo, 27 de fevereiro de 2011

Simples, mas Complexo


Gente, em meio às curiosidades do Orkut, eu achei um perfil, legal, era de um rapaz, aparentemente legal. Mas o que me chamou atenção mesmo foi o texto que ele postou.

Eles se amam... todo mundo sabe mas ninguém acredita. Não conseguem ficar juntos. Simples. Complexo. Quase impossível. Ele continua vivendo sua vidinha idealizada e ela continua idealizando sua vidinha. Alguns dizem que isso jamais daria certo. Outros dizem que foram feitos um para o outro. Eles preferem não dizer nada. Preferem meias palavras e milhares de coisas não ditas. Ela quer atitudes, ele quer ela. Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela. E assim vão vivendo até quando a vontade de estar com o outro for maior do que os outros. Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz. Nunca mais se viram, nunca mais se tocaram e nunca mais serão os mesmos. É fácil porque os dias passam rápidos demais, é difícil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece dentro deles.
E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E imaginam os abraços, as noites com dores nas costas esquecidas pelo primeiro sorriso do outro. E que no momento certo se reencontrem e que nada, nada seja por acaso.

É lindo. Bem, pelo menos eu achei. Não sem quem escreveu, mas diria que foi inspirador. Essas palavras por algum motivo foi bem verdadeira, embora talvez nem chegue perto do real sentido. Ai vem à pergunta... Porque o ser humano faz de um desejo, um querer, um sentir, uma total complexidade?
Eles se amam. Independente dos outros acreditarem, ou até eles, existe um sentimento. Às vezes nos deixamos tomar por sentimentos fracos, e deixamos de tomar a atitude que o outro tanto espera, mesmo querendo tanto o outro, por orgulho, por vaidade, por medo. Pois eu se pudesse dá um conselho para eles, e se eles quisessem me escutar, diria que fosse logo ao reencontro, porque para amar é preciso ceder, mas antes de tudo é preciso ousar.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Um dia,
           um amigo, 
                           um poeta, 
                                         uma inspiração






‎"Se, por ventura, você perceber no meu olhar, saberá a verdade que me existe; compreenderá o universo que me absorve; descobrirá os mistérios que me norteiam. Mas, faz-se necessário olhar bem dentro dos olhos, atingir a minha alma, alimentar-se de meus sonhos. Esse olhar diz mais de mim do que eu mesma imagino, porque até para mim, sou uma névoa de segredos" (Danilo Floriano).


Feliz por minha foto ter te inspirado, e nada mais justo que postar suas sempre belas palavras.
bjs Dandan FloR



quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011




O Maior Evento de Empreendedorismo Jovem do Nordeste, AQUI EM PERNAMBUCO! próximos dias 16 e 17 de Abril - www.cpeje.com.br - 20 horas de certificação + 2 festas de integração EXCLUSIVAS para os participantes, palestrantes, apoiadores e patrocinadores do evento, com Silvério Pessoa, Silvio Meira, Rodrigo Solano 
( finalista do programa APRENDIZ 2010 ) e muitooo mais... por apenas R$ 35,00!! 

            

2º Congresso Pernambucano de Empreendedorismo: Jovens & Empreendedores - Leões do Norte " Lideres e Guerreiros, quando o comportamento empreendedor se torna um diferencial competitivo "
  no teatro da UFPE - inscrições e programação parcial em - www.cpeje.com.br  

Ano passado tivemos um público de 915 pessoas, esse ano iremos dobrar, em breve chamadas na Televisão, Rádio, Revistas Algo Mais e Revista FERA, sem contar e-mail´s, jornais, blogs dentre outros... 

Pessoal que é da minha rede de contatos esta sendo informado ANTES pra depois não falar que não sabia! garanta sua participação. @CPEJE

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

E eles foram felizes para sempre!



Bem, essa história é mais um conto daqueles, mas com um final beeeeem diferente.

Era uma vez uma princesa de um reino muito, muito muitooooo distante, que sonhava com o seu príncipe encantado. Ela sonhava de olhos abertos e de olhos fechados. É, ela realmente era uma verdadeira sonhadora. Além de querer casar o príncipe mais belo de todos os reinos, ela também queria que seu reino fosse destacado como o primeiro reino a ter uma editora de revista personalizada. E pensava...
- Em todos os bailes do nosso reino terão uma revista com todoooos os acontecimentos inesquecíveis. Todos os príncipes e princesas vão adorar!
Um dia houve um baile de mascara num reino de uma família distante, e a princesinha sonhadora foi participar, chegando lá ela avistou de longe um príncipe muito bonito. E comentou com sua amiga princesa irresoluta e elas ficaram olhando de longe tal beleza. E ele nem reparava, eram tantos olhares...  Mas a princesinha sonhadora resolveu chegar mais perto, e logo foi notada pelo príncipe guerreiro, é além de príncipe ele era um valente guerreiro, que guardava com muita bravura seu reino. Eles começaram a conversar e a princesinha se apaixonou.
Passaram os tempos e eles continuavam a conversar, a trocar cartas, se encontravam escondidos, era uma aventura só. E ela aprendeu muita coisa com seu príncipe amado, como  a ousar e a colocar em prática todos aqueles sonhos que tinha no coração. Mas tinha um probleminha nesta história, na verdade um problemão. O príncipe por se guerreiro, precisava viajar para varias lutas e guerrilhas, chegava machucado e às vezes nem tinha tanto tempo para aquela princesinha.
Muitos príncipes diferentes faziam declarações, mas ela sempre dizia que não, pois não existia mais espaço em seu coração. E ela seguia, seguia com seu príncipe no coração e esperando ele chegar com vida das suas grandes batalhas. Às vezes ela ficava triste, tadinha... mas sempre superava.
E foi passando o tempo e ela crescia cada vez mais, seus sonhos começaram a se tornar realidade, ela já sonhava outros sonhos e continuava com o príncipe guerreiro a namorar. Mas com o tempo começou a analisar:
- O príncipe guerreiro pode ate gostar de me namorar, mas tenho certeza, não quer casar. Ele é lindo, interessante, cheio de histórias para contar, mas não quer compromissos sérios para amarrá-lo. É, vou ter que separar, viver minha vida e outro príncipe arranjar.
E eles foram conversar, com toda a compreensão e serenidade de um casal que se ama, sem egoísmo, sem hipocrisia. Ele como sempre justo, entendeu a situação da princesinha sonhadora que espera mais do que ele poderia dá. Com seu conhecimento, lhe deu muitos conselhos, falou o quanto ela foi importante em sua vida, pediu desculpas por tantas vezes que a deixou esperar. E isso encantava mais sua amada. Ele era verdadeiro. E isso era fato. E ela pensava:
- Este homem para sempre vou admirar. Não seremos mais um casal a sonhar. Não teremos reinos a conquistar juntos, mas seremos felizes. Cada um com sua escolha, com seus sonhos, em seus reinos, construindo seus castelos e sorrindo. E o que posso querer mais de alguém que me fez sentir algo tão belo assim? Quero que ele seja feliz. De todo o coração. Sim... também quero ser.

E não é que foram! Eles seguiram suas vidas. Cada um a sua maneira. E foram felizes para sempre.

É gente, nem sempre os finais felizes acabam com beijos, às vezes acabam com sorrisos, com lembranças, com saudades e acima de tudo com o desejo de ser feliz.