segunda-feira, 4 de abril de 2011

Caminhos


É você não pode ter tudo nesta vida. Logo eu, que sempre gostei de ter... que sempre gostei de querer e também de fazer!
=S
Mas não é assim que as coisas funcionam, uma hora chega à hora. A hora de decidir, à hora de priorizar. E minha mente funciona, e funciona, e funciona mais do que deveria. E eu fico aflita, sem sono, e ai vem o lado bom de cada coisa, e ai vem o lado ruim de cada coisa. Quanta análise. Quantas recordações de situações, pouco, muito, ou nada parecidas. E ainda tem gente que diz que a vida é destinada, que destinada o quê? Ela é o resultado de nossas decisões, nossas falhas, nossas razões e desilusões. É nosso tudo, nosso nada, nosso agora, nosso depois, nossos choros, nossos sorrisos. Se fosse tão fácil eu não fazia nada, só fazia acordar e o destino concertava ou acertava. Mas não é! E tudo volta ao principio, escolher entra A ou B, ou mesmo C ou D! Quantos caminhos, quantas questões. É vou tentar pensar, me equilibrar e acertar na decisão. Mas se não conseguir, quem me importa, eu vivi. E vivi bem.